Falta de consciência de classe empobrece o trabalhador.

O Brasil investiu em educação 62 BILHÕES, ou seja, bancos ganham mais, apenas em tarifas mensais, fora os juros de empréstimos, cartões de crédito etc…, mais que o Brasil investe em educação.

A política da direita é essa, concentração de riquezas e poder.

Uma sociedade só pode ser mais justa com distribuição das riquezas.

Quem paga os impostos para manterem a máquina pública é a soma das classes média para baixo, nós pagamos IPVA o rico dono de Iate não, nós pagamos imposto de renda de 27,5% a elite detentora dos meios de produção e do capital não pagam, recebem seus dividendo$ livres de qualquer tributação.

Veja nas propostas da direita que são contra a tributação de grandes fortunas e a proposta da esquerda é reduzir a carga tributária das classes médias para baixo e tributar os ricos para melhorar a arrecadação promovendo justiça social, por esta razão são chamados de “comunistas” para assustar a classe média brasileira.

A injustiça na distribuição dos recursos está em todas as pastas do governo, mas me debruço sobre a educação pois, além de estratégica para a promoção da justiça social é gritante na desigualdade de oportunidades, o investimento na educação básica até o ensino médio no Brasil é de R$11.000,00 por ano/aluno, já o investimento por aluno no ensino superior salta para R$ 36.000,00 que nos cursos mais disputados como direito e medicina atendem majoritariamente os filhos dos que dispõe de mais recursos.

Precisamos conhecer as propostas dos candidatos à presidência e verificar a credibilidade de cada um, nós proletários precisamos aprender de uma vez por todas a importância da consciência de classe, há décadas e décadas, o povo vem sendo enganado pela direita que em nome da “moral e dos bons costumes” os colocam no poder e depois ficam observando nos jornais entre uma novela e outra seus direitos evaporarem.

Moral e bons costumes cada um tem que aplicar em sua própria vida segundo seus valores e princípios, o Estado brasileiro é laico e as liberdades individuais precisam ser respeitadas.

Os hipócritas não estão preocupados de com quem cada um decide viver e casar e sim como concentrarão ainda mais a riqueza e o poder as custas da exploração do povo alienado.

Ou a classe trabalhadora se une ou teremos mais 20 anos de retrocessos nas conquistas sociais alcançadas com muita militância, suor e vidas.

Palavra da presidência

Alexsandro Diniz

Palavra do Presidente

A Feprop foi constituída como resultado de uma pauta de compromissos assumidos no 1º congresso Nacional dos sindicatos dos Propagandistas e Vendedores de Produtos Farmacêuticos ocorrido em Junho de 2016, na ocasião, além da constituição de nossa Federação foi pont...

ler mais..

A luta continua: FEPROP vai as ruas panfletar contra a reforma da previdência de Bolsonaro.

julho 16th, 2019 autor

FEPROP participa da greve geral contra a Reforma da Previdência.

junho 19th, 2019 autor

Proposta de alternativa à reforma da previdência encaminhada pela FEPROP já está em Brasília

junho 6th, 2019 autor

FEPROP encaminha proposta de substitutivo para a reforma da previdência

junho 4th, 2019 autor

Feprop- federação dos propagandistas e vendedores de produtos farmacêuticos do estado do Rio de Janeiro – CNPJ 27.219.338/0001-95
Rua Prefeito Moreira Neto, 81 sala 301 Centro – Macaé RJ CEP 27.913-090 - Tel: 22 2772-4850 / 21 97422-0769 (WhatsApp)