Vargas Netto propõe que pauta do sindicalismo seja prática e enxuta

O consultor sindical João Guilherme Vargas Neto defende que o sindicalismo adote uma pauta centrada na geração de emprego e renda. Esse tema volta a ser abordado em seu mais recente artigo “Primeiro Passo”, publicado em diversos sites. Segundo ele, “pra resistir à avalanche, é preciso determinar os pontos firmes de resistência capazes de atender às necessidades imediatas dos empregados e desempregados e de garantir vitórias parciais”.

 

São quatro os pontos que ele alinha: Passe livre para os desempregados nas grandes cidades; Defesa da política de valorização do salário mínimo; Criação de frentes de trabalho com qualificação dos trabalhadores; E retomada das obras paradas e trabalhos de manutenção nas Capitais.

 

Nesta quinta, o consultor se reuniu com a equipe da Agência Sindical, quando falou sobre conjuntura, ação sindical e comunicação. “Temos que atuar no hoje. Não funciona construir coisas pra um dia, uma ocasião, como, por exemplo, um 1º de Maio que iria gerar impacto e mudanças”, argumenta.

Vargas Netto foi, no campo progressista, um dos poucos a chamar atenção para o Programa de Emprego e Renda, anunciado pelo Partido dos Trabalhadores em agosto. Com 12 diretrizes, o chamado PER acabou apagado pelo chamamento “Lula Livre”. Gleisi Hoffman, presidente do PT, em entrevista à Folha de S. Paulo, sexta (22), não menciona o Programa.

 

Grécia – Quanto ao atual governo, João Guilherme Vargas Netto alerta: “Guedes e Cia querem fazer no Brasil o que o FMI fez na Grécia, em 2010”, quando o país afundou. Ele ressalva, no entanto, que, “frente a essa sucessão de medidas e propostas agressivas é até compreensível um grau de atordoamento, como o boxeador no canto do ringue”.

 

Comunicação – O consultor defende fortalecer os meios digitais, frente aos custos de produção e distribuição do impresso. “Penso numa combinação das duas mídias, mas o digital avança rapidamente”, observa.

 

Fonte:  Agência Sindical

Palavra do Presidente

A Feprop foi constituída como resultado de uma pauta de compromissos assumidos no 1º congresso Nacional dos sindicatos dos Propagandistas e Vendedores de Produtos Farmacêuticos ocorrido em Junho de 2016, na ocasião, além da constituição de nossa Federação foi pont...

ler mais..

Relator retira obrigação de imposto sindical da PEC que estipula novas regras para sindicatos

dezembro 13th, 2019 autor

CCJ pode votar na próxima semana PEC que reorganiza modelo sindical

dezembro 13th, 2019 autor

Reforma vai excluir juízes e parlamentares

dezembro 12th, 2019 autor

Proposta de reforma sindical acaba com registro e fiscalização do governo

dezembro 10th, 2019 autor

Feprop- federação dos propagandistas e vendedores de produtos farmacêuticos do estado do Rio de Janeiro – CNPJ 27.219.338/0001-95
Rua Prefeito Moreira Neto, 81 sala 301 Centro – Macaé RJ CEP 27.913-090 - Tel: 22 2772-4850 / 21 97422-0769 (WhatsApp)