Valor do seguro desemprego 2020 muda com novas parcelas

Em função do último aumento do salário mínimo em fevereiro, as parcelas do seguro-desemprego também subiram. O valor do seguro desemprego agora é de no mínimo R$1.045 para pagamentos programados a partir de 11 de fevereiro. As informações são da Secretaria Especial de Previdência de Trabalho.

Para as parcelas programadas para até o dia 10 de fevereiro, o valor praticado será de R$1.039 no mínimo, pois seguirá o salário mínimo vigente no mês de janeiro. O valor máximo não sofreu alteração e permanece sendo de R$1.810,03.

O valor do salário mínimo foi alterado em fevereiro devido uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em 31 de dezembro do ano passado, que definiu o piso em R$1.039 para 2020. Porém como a inflação de 2020 ainda não tinha sido divulgada, foi usada uma estimativa.

Em janeiro, com a divulgação da inflação 2019, foi revelado que ela ficou 4,48% maior que o estimado pelo governo para definir o salário mínimo. Sendo assim, o governo publicou uma nova MP que estabeleceu o aumento para R$1.045 a partir de fevereiro. O valor mínimo do seguro-desemprego segue o piso nacional.

Têm direito as parcelas do seguro desemprego o funcionário com carteira assinada demitido sem justa causa, empregados domésticos, pescadores profissionais no período que não a pesca é proibida devido a reprodução das espécies, trabalhadores encontrados em condições semelhantes a escravidão.

E funcionários com carteira assinada que tiveram o contrato de trabalho suspenso para participar de cursos ou programas de qualificação disponibilizado pelo patrão.

O benefício é pago ao trabalhador entre três e cinco parcelas, que dependem do tempo trabalhado e de quantas vezes já fez o pedido. Varia também o valor a ser recebido pelo funcionário que será calculado a partir da média salarial dos três meses anteriores a demissão. O benefício não pode ser menor que o salário mínimo, nem maior que R$1.810.03.

Neste ano, se o resultado da média salarial para o cálculo do seguro segue a escala abaixo para definir o valor do seguro desemprego:

  • Até R$ 1.599,61: multiplica-se o salário médio por 0,8 (80%)
  • De R$ 1.599,62 a R$ 2.666,29: o que exceder R$ 1.599,61 será multiplicado por 0,5 (50%) e somado a R$ 1.279,69
  • Acima de R$ 2.666,29: a parcela será de R$ 1.813,03

 

 

Fonte: Terra Economia

Palavra do Presidente

A Feprop foi constituída como resultado de uma pauta de compromissos assumidos no 1º congresso Nacional dos sindicatos dos Propagandistas e Vendedores de Produtos Farmacêuticos ocorrido em Junho de 2016, na ocasião, além da constituição de nossa Federação foi pont...

ler mais..

Decisão do STF reconhece o Coronavírus como acidente de trabalho; Profissionais não são informados

agosto 7th, 2020 autor
FEPROP - CONTRATAÇÃO

8,9 milhões perderam o emprego no 2º tri, no pico da pandemia, diz IBGE

agosto 7th, 2020 autor

Portaria 17.593: entenda as mudanças no registro sindical

agosto 6th, 2020 autor

Paim destaca lançamento da Frente Parlamentar da Renda Básica

agosto 6th, 2020 autor

Feprop- federação dos propagandistas e vendedores de produtos farmacêuticos do estado do Rio de Janeiro – CNPJ 27.219.338/0001-95
Rua Prefeito Moreira Neto, 81 sala 301 Centro – Macaé RJ CEP 27.913-090 - Tel: 22 2772-4850 / 21 97422-0769 (WhatsApp)