Sindicalistas consideram MP com fim do PIS-Pasep mais um retrocesso

João Paulo Ribeiro, dirigente da Fasubra e secretário de Serviços e dos Trabalhadores Públicos da CTB, considerou o fim do PIS-Pasep como um retrocesso. “Demonstra que trabalhadoras e trabalhadores públicos e da iniciativa privada são submetidos à mesma lógica perversa. O propósito é acabar com os fundos de proteção ao trabalho. Servidores não têm FGTS, vão perder uma importante fonte de proteção”, assinalou.

A extinção do programa veio embutida numa Medida Provisória que libera um novo saque extraordinário do FGTS com a justificativa de amortecer os impactos sócio-econômicos da pandemia do coronavírus. Não se trata de dinheiro novo na economia, mas adiantamento de poupança já feita pelos trabalhadores que compromete recursos que estavam vinculados a investimentos.

Já o presidente da CTB, Adilson Araújo, observou “a medida não ataca o centro do problema, que foi agravado agora pelo Covid-19. É preciso em primeiro lugar proteger a vida e a saúde, garantindo aos trabalhadores empregados a manutenção dos empregos e dos salários e uma renda mínima para informais, desempregados, desalentados e necessitados.”

“É também essencial proteger as pequenas e médias empresas, responsáveis por 70% dos empregos no Brasil”, complemetou. “São medidas que até economistas ifluentes outrora identificados como neoliberais como o ex-presidente do Banco Central, Armírio Fraga, estão recomendando. Acima das ideologias, são respostas ditadas pelo bom senso.”


Fonte: Mundo Sindical

Palavra do Presidente

A Feprop foi constituída como resultado de uma pauta de compromissos assumidos no 1º congresso Nacional dos sindicatos dos Propagandistas e Vendedores de Produtos Farmacêuticos ocorrido em Junho de 2016, na ocasião, além da constituição de nossa Federação foi pont...

ler mais..

Reforma Trabalhista: TRT8 declara violação de princípios no sistema de tarifação

setembro 25th, 2020 autor

Força Sindical intensifica luta pela extensão do Auxilio Emergencial de R$ 600

setembro 25th, 2020 autor

Justiça do Trabalho deve priorizar ações de profissionais de saúde na pandemia, diz corregedor

setembro 24th, 2020 autor

Centrais sindicais reagirão à queda brutal do orçamento da fiscalização trabalhista no governo Bolsonaro

setembro 23rd, 2020 autor

Feprop- federação dos propagandistas e vendedores de produtos farmacêuticos do estado do Rio de Janeiro – CNPJ 27.219.338/0001-95
Rua Prefeito Moreira Neto, 81 sala 301 Centro – Macaé RJ CEP 27.913-090 - Tel: 22 2772-4850 / 21 97422-0769 (WhatsApp)