Negociação coletiva combate a crise e evita demissões em massa

Para o Sindicato, as demissões em massa não ajudam em nada e seus reflexos negativos causam uma situação social traumática para os trabalhadores e suas famílias, para as comunidades onde vivem e para os próprios segmentos econômicos, do comércio e de serviços, etc., da região.

Para Francisco Sales Gabriel Fernandes, o Chico, presidente do Sindicato, é possível encontrar nas legislações trabalhistas e econômicas soluções menos traumáticas que o desemprego.

“Nós, do movimento sindical, como todos já devem saber, somos bastante críticos a diversos pontos da atual legislação trabalhista. Mas com inteligência e bom senso temos conseguido aqui na região amenizar o sofrimento da classe trabalhadora, neste difícil período da pandemia, aplicando em nossas negociações coletivas as medidas provisórias 927 e 936, as portarias regulamentadoras e as leis de calamidade pública”, diz Chico do Sindicato.

“Atualmente”, ele exemplifica, “temos a desoneração da folha de pagamento, que pode ser aplicada de 1 a 4,5% sobre o faturamento bruto da empresa, ao invés de 20% da contribuição sobre a folha”.

Chico lembra ainda que o parque industrial nacional, estadual e regional, com todos os problemas que ainda temos, é o nono parque industrial do mundo.

“Temos competência tecnológica e produtiva e podemos realizar a reconversão industrial, passando a fabricar produtos típicos: tais como respiradores pulmonares, máscaras, protetores faciais, álcool gel, leitos hospitalares, peças e partes de componentes de insumos de equipamento”, diz Chico, “apesar de o governo não facilitar financiamento para este início de reconversão industrial no setor de bens de capital”, critica.

Assim o Sindicato tem usado a inteligência e o bom senso, nesta hora de pandemia, juntamente com os empresários inteligentes, para assegurar os empregos, a renda e a continuidade da produção.

 

Fonte: Mundo Sindical

Palavra do Presidente

A Feprop foi constituída como resultado de uma pauta de compromissos assumidos no 1º congresso Nacional dos sindicatos dos Propagandistas e Vendedores de Produtos Farmacêuticos ocorrido em Junho de 2016, na ocasião, além da constituição de nossa Federação foi pont...

ler mais..

“Acordos chegam ao fim e lei que prorroga corte de salário aguarda sanção há uma semana”

julho 3rd, 2020 autor

Projeto permite recontratação de empregados demitidos durante calamidade pública

julho 2nd, 2020 autor

Pela primeira vez, Brasil tem mais desempregados do que empregados

julho 2nd, 2020 autor
FEPROP - CONTRATAÇÃO

Desemprego sobe para 12,9% em maio e país tem tombo recorde no número de ocupados

julho 1st, 2020 autor

Feprop- federação dos propagandistas e vendedores de produtos farmacêuticos do estado do Rio de Janeiro – CNPJ 27.219.338/0001-95
Rua Prefeito Moreira Neto, 81 sala 301 Centro – Macaé RJ CEP 27.913-090 - Tel: 22 2772-4850 / 21 97422-0769 (WhatsApp)