Denúncias de trabalho escravo crescem 50% em SP

O volume de denúncias de trabalho escravo subiu quase 50% em São Paulo no ano passado, segundo levantamento do Ministério Público do Trabalho nas regiões que abrangem capital, Grande ABC e baixada Santista. Com 150 denúncias, 2019 superou os registros dos últimos cinco anos. Já o número de TACs (Termos de Ajustamento de Conduta) caiu de 27 para 24. O setores de maior incidência são os mesmos de sempre: indústria têxtil, confecções e construção civil.

 

Abuso A quantidade de denúncias no Brasil em geral subiu de 1127 para 1213 nos últimos dois anos, ainda segundo o levantamento do MPT, que será divulgado nesta terça (28) para o dia do combate ao trabalho escravo.

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Palavra do Presidente

A Feprop foi constituída como resultado de uma pauta de compromissos assumidos no 1º congresso Nacional dos sindicatos dos Propagandistas e Vendedores de Produtos Farmacêuticos ocorrido em Junho de 2016, na ocasião, além da constituição de nossa Federação foi pont...

ler mais..

O Empoderamento das Mulheres

dezembro 8th, 2021 autor

Propagandistas e Vendedores de produtos farmacêuticos conquistam espaço político no debate das demandas trabalhistas

dezembro 8th, 2021 autor

Miguel Torres eleito Presidente da Força Sindical Nacional

dezembro 8th, 2021 autor

FEPROP E FORÇA SINDICAL NACIONAL

novembro 30th, 2021 autor

Feprop- federação dos propagandistas e vendedores de produtos farmacêuticos do estado do Rio de Janeiro – CNPJ 27.219.338/0001-95
Rua Prefeito Moreira Neto, 81 sala 301 Centro – Macaé RJ CEP 27.913-090 - Tel: 22 2772-4850 / 21 97422-0769 (WhatsApp)